quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

QUEM


Quem não viveu na vida
Um grande amor
Quem não teve que partir
Querendo ficar
Quem não sentiu no peito
A dor da despedida
Quem não procurou encontrar
Em outros braços
Apagar o que não poderia
Ser esquecido.
Quem não tentou conter
O impávido pranto
Quando se deparou
Com último momento
Do inevitável adeus
Quem não pensou
Em sumir do mundo
Quando se sentiu sozinho
Sem rumo, sem destino
Quem não sentiu na vida
Uma saudade
Um desejo louco
De poder parar o tempo
E recomeçar novamente

Um comentário:

  1. Descrevestes a melhor parte de minha vida...belo (GL)

    ResponderExcluir